É preciso!

“É preciso mostrar-se, na verdade, é necessário.
Para estar vivo, para se por no mundo.
Sentir! com certeza, mas isto é pra dentro. É seu, é meu.
é segredo inconfessável.
Mas mostrar, publicar, aparecer, dizer, escrever é relacionar-se.
É por concretude.
Na medida que sentir é solitude, fundamental para ser.
Publicar-se é viver.
Estou cansada desta minha cabeça lá na lua e deste meu pé aqui, enterrado no pantano.
Essa canseira vem de longa caminhada, de dentro, só dentro, pra dentro.
Fundo, lá longe do mundo.
Tão distante que meu pranto nem faz cócegas na terra.
esta nem sabe, esta nem se quer faz ideia.
Estou aqui, inaugurando esta eu.
Que sente tanto e que agora busca chão firme, assentado, para ganhar impulsos e espaços.”

Panorâmica em Ubatuba

Panorâmica em Ubatuba

 Por Adriana Nogueira – 03/03/2014

Deixe uma resposta